25 de junho de 2009

link para video no Youtube

O Video também está no Youtube, aqui vai o link:
Parte 01
http://www.youtube.com/watch?v=0MiY6J_dBCg

Parte 02
http://www.youtube.com/watch?v=XRJ7Num5HhM
Ah!
Para quem quiser ver mais da revista L+D, a última edição da revista pode ser acessada na íntegra via web. O link é o seguinte: http://www.portallumiere.com.br/revistaonline/abre_revista.php?arq=193&id_revista=193&altura=960&largura=1280

Video parte 2

Video Parte 1

Este trabalho foi apresentado para a disciplina "Cultura Contemporânea: estudos em Artes, Design e Arquitetura", do programa de Pós Graduação da FAUUSP, do qual faço parte como mestranda. Agradecimentos ao Ambulante Estúdio, em especialíssimo ao DJ Marco, que trabalhou heroicamente até às 4 da madruga. Também ao Beto Villares, que abriu seus arquivos para que a gente fizesse a pilhagem nas trilhas, incríveis. Esta foi uma criação de Daniel Corsi, Lívia Loureiro e eu. Valeu!!!
PS: o video está dividido em duas partes, esta é a parte 1.

25 de maio de 2009


Para quem gosta mesmo de luz, tem revistas muito boas que são obrigatórias...
Uma delas é a L+D, da editora Lumière. Sempre que tiver coisas diferentes vou postar no blog.
Aqui vai uma interessante:
(L+D nº23)
tem um produto que se chama Light Lane, um laser que o sujeito põe na bicicleta e ele emite um desenho no chão que cria uma ciclovia virtual. Genial, não é?

21 de maio de 2009

4 de maio de 2009

Luz, calor, flamejos


Foi incrível a intervenção dos franceses do Carabosse, no Parque da Luz na Virada Cultural. Quem viu? Quem não viu, não sentiu. Esse parque que é lindo de dia, Pinacoteca e Estação da Luz como vizinhos, mas que seria impensável à noite foi um lugar de uma viagem poética de integração dos sentidos. Atravessamos por dentro da estação da Luz, muvuca, e vimos aquela enorme bola de fogo. Foi mágico. À medida que vão se aproximando daquele fogo, daquela luz quente, daquele calor luminoso, as pessoas vão ficando em silêncio e você fica ouvindo a chama flamejando, aquele barulhinho de fogo. Visão, audição e tato foram compondo uma poética inexplicável dos sentidos.

27 de abril de 2009

guerrilla

Guerrilla Lighting

tem uma galera que faz essa "guerra contra luz ruim". Eu adoraria fazer essa guerra aqui em SP. Não dá mais para aguentar essas fachadas com luz verde. E luz prá todo lado vazando na nossa janela. Olha o que o Guerrilla fala:
1. nen todos os prédio precisam ou MERECEM ser iluminados (tipo, prédio feio, fica no escurinho que é melhor...)
2. luz arquitetural não é uma competição: mais luz não é melhor
3. luz mal desenhada e mal instalada deveriam ser evitadas - poderiamos ter um padrão mínimo aceitável...
4. todo desperdício de luz deveria ser evitado - deixar as luzes acessas a noite toda naqueles escritórios brilhantes deveria ser crime.

O que eu mais gosto de pesquisar em Lighting Design atualmente é Light Art. Nela, a luz deixa de ser apenas ato de iluminar e passa a ser a coisa em si. A arte contemporânea faz isso: troca tudo de lugar. De observador, o sujeito passa a fazer parte da obra, quando toca, quando sua presença muda a obra. Nesta obra de Olafur Eliasson (The Weather Project 2003) na Tate Modern, em Londres, esta gigante bola amarela é um sol luminoso e quente. Foi tão forte que as pessoas iam até lá na hora do almoço para ficar curtindo um bronze.

PLDC 2009 em Berlim

Este ano tem PLDC de novo, vai ser em Berlim em outubro. Para quem desenha luz e está antenado no que está sendo discutido na comunidade internacional de designers de luz é presença obrigatória. Os palestrantes são os mais fodões LDs do mundo. Eu fui na primeira edição, em 2007 e foi histórico para mim. Tudo o que eu só imaginava que existia estava reunido naqueles 3 dias de conferência. Além disso, alguns amigos que conheci ali, alguns brasileiros, eu quero reencontrar agora. Será que vocês estarão lá?

21 de abril de 2009

tem muita luz nesta atmosfera

Por maiores que sejam os estragos luminosos que o Homem vem fazendo na sua atmosfera, nesta foto dá para perceber como seu alcance é desproporcionalmente pequeno perto da super-mega potência luminosa do sol. O problema é que esta poeirinha de luz, tentativa milenar de vencer a escuridão da noite, vem bater direto na minha janela, a noite toda.
Acesse www. guerrillalighting.net